+55 41 3351.3024 museu@amorc.org.br

Estatueta do deus Anúbis

Período: Ptolomaico – 250 a.C.
O original encontra-se no Museu Roemer-Pelizaeus – Alemanha.

Esta estatueta multicolorida, confeccionada em madeira revestida de gesso, traz a representação de Anúbis. A divindade aparece aqui na sua forma antropozoomórfica (mistura de parte humana com parte animal). Os egípcios acreditavam que este deus, segundo a mitologia, teria inventado o processo de mumificação e, assim, era o protetor dos embalsamamentos e guardião das necrópoles. Possivelmente a associação com o cão do deserto estivesse relacionada à presença desses animais nas necrópoles egípcias. Outra questão está relacionada à coloração de Anúbis, sempre representado na cor preta. Possivelmente esta foi uma associação simbólica, pois enegrecida ficava a cor do corpo após a sua desidratação no processo de mumificação. Essa cor também poderia estar associada ao renascimento, pois negro ficava o solo depois da inundação proporcionada pelas cheias do rio Nilo, trazendo a fertilidade as terras egípcias.