+55 41 3351.3024 museu@amorc.org.br

Estatueta de um harpista cego

Proveniência: Naga el-Deir – Egito

Período: Reino Médio – XII Dinastia – 1991-1783 a.C.

A original encontra-se no Museu Nacional Egípcio – Cairo – Egito.

Estatuetas de músicos ou harpistas são de extrema raridade, diferente de relevos que mostram a mesma cena. A partir dos primeiros registros de harpistas, ainda na IV Dinastia, pode-se dizer que o instrumento musical favorito dos antigos egípcios era a harpa. Encontramos representações de músicos com este instrumento até o período ptolomaico. Infelizmente nenhuma partitura de música egípcia chegou aos nossos dias, porém, as letras eram geralmente gravadas nas costas das estatuetas, o que não ocorre com esse exemplar. A música podia ser mundana ou mortuária, pois era empregada tanto em festivais quanto em funerais.

O trecho apresentado junto desta estatueta pertence ao “Canto de um harpista” e trata da ideia de aproveitar a vida, pois nada é eterno.